É SEMPRE BOM LEMBRAR QUE UM COPO VAZIO ESTÁ CHEIO DE AR*









20.4.10

Canjerê (rascunho para uma letra) V

A cada sol no mundo há alguém que fica só,
A todo alguém que fica só há um sol nesse mundo.

Um rio raso,
A quem tem sede,
É profundo.

A cada sol no mundo há um céu em que ele caiba,
A cada céu profundo há um ponto em que ele acaba.

O infinito,
Quando fito,
Desaba.

A cada sol nesse mundo há uma sombra que proteja,
A cada sombra fresca há mil corpos que a deseja.

Um desejo,
A quem não pede,
É fraqueza.

A cada mil corpos há um que fica só,
A quem fica só há mais de mil nesse mundo.

Um rio raso,
A quem tem sede é profundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário